Dr. Lucho Montellano: Dedicação e Profissionalismo

By  |  1 Comentários

Filho do também cirurgião plástico Dr. Luis Montellano (CRM:8945/AM ≠ 5288107≠8/RJ). O nosso entrevistado é especialista formado pela Clínica Ivo Pitanguy, referência mundial em cirurgia plástica, e atua no Rio de Janeiro e agora em nossa capital Manaus. O médico que revela ser vaidoso posou em ares cariocas para as disputadas lentes do fotógrafo Cláudio Pachá, com exclusividade para as páginas de Em Visão. Confira na íntegra:

Porque escolheu se especializar em Cirurgia Plástica?

Foi o incentivo do meu pai que me fez trilhar esse caminho. Sendo também cirurgião plástico, ele me mostrou que nossa profissão remedia as malformações que afligem o ser humano e diminuem sua autoestima. Ao corrigir essas alterações, devolveríamos a autoconfiança e integraríamos o paciente ao meio social que o cerca.

Como é ser filho de pai médico?

Sempre senti muito orgulho do meu pai, ele sempre foi muito reconhecido no campo da plástica. Na primeira vez que trocamos de posição e ele me auxiliou na cirurgia, já como cirurgião plástico formado, ele me abraçou e chorou. Choramos juntos. É uma grande sorte trabalhar em família, na profissão que escolhi. Somos uma família de quatro filhos e sou o único que seguiu sua carreira. Independente de ser médico, ele sempre nos transmitiu a dedicação ao trabalho. Tenho a convicção que foi esse empenho que o levou ao sucesso. Atualmente operamos juntos no Rio de Janeiro e em Manaus. Ele gosta de dizer que ele é a experiência enquanto eu sou a novidade.

Você é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica? Qual a importância desse registro?

Sim, sou membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). A titulação indica que o profissional é capacitado, passou por uma série de requisitos fundamentais ao pleno exercício da especialidade. Na prática significa mais segurança ao paciente. Para conseguir esse título, o candidato deve cursar os dois anos de cirurgia geral após a faculdade de Medicina, os três anos de cirurgia plástica e se classificar na prova realizada anualmente pela SBCP.

Que resultado pode-se esperar da cirurgia plástica?

O bom resultado depende de vários fatores e o cirurgião plástico desempenha um papel fundamental, realizando não só a boa conduta cirúrgica, mas julgando se o paciente tem noção do próprio corpo e se há indicação para o procedimento solicitado. Se o que a pessoa procura é irreal, é muito importante que as expectativas sejam esclarecidas.

Quais cuidados devem ser tomados antes de qualquer cirurgia plástica?

O paciente deve estar ciente de todo o procedimento que será realizado, seguir as orientações de seu cirurgião antes e depois do ato cirúrgico. É importante realizar a cirurgia com um profissional membro da SBCP, que tenha uma equipe médica capacitada, em um centro médico com os recursos para uma anestesia segura.

Quais são os principais riscos associados á cirurgia plástica?

A cirurgia plástica é um ramo da cirurgia sujeito a riscos imponderáveis, como qualquer especialidade cirúrgica. Deve-se esclarecer o processo de cicatrização, a posição e extensão das cicatrizes, e da possibilidade de se atingir a expectativa do paciente. Apesar de nos cercar de todas as precauções possíveis, não se pode garantir de forma absoluta os resultados finais. Evidentemente que a qualidade cirúrgica e anestésica, sendo do mais alto nível, diminui os riscos.

Médico é um eterno aprendiz, como você procurar estar sempre atualizado de nova técnicas e tratamentos?

Congressos e cursos nacionais e internacionais são importantes para consolidar antigos conceitos e discutir novas técnicas e procedimentos. Sendo o Rio de Janeiro um centro de excelência em cirurgia plástica do Brasil e no mundo, me mantenho próximo às novidades.

Você se considera uma pessoa da “Geração Saúde”?

Sim, reservo um horário diário para a prática de exercícios físicos. Sempre fui adepto dos esportes e atualmente me dedico às provas de corrida. Procuro me alimentar da melhor forma com a ajuda especializada e seguir uma rotina de descanso.

O que levaria de Manaus para o Rio de Janeiro?

A culinária local, certamente. Todas as vezes que estou em Manaus, como matrinxã com farofa de banana, meu prato local favorito. Depois que experimentei a vitamina de açaí feita na região, ficou complicado pedir em qualquer outro lugar.

Revista Em Visão
Revista Em Visão

Últimos posts por Revista Em Visão (exibir todos)

1 Comentário

  1. Lucho Montellano

    13 de outubro de 2015 at 06:44

    Obrigado pelo apoio Jefferson e Gigi! Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *