OS CUIDADOS COM OS RINS

By  |  0 Comentários
ESPECIALISTA EM NEFROLOGIA FALA SOBRE AVANÇOS NOS ESTUDOS DOS CÁLCULOS RENAIS, QUE ATINGEM CERCA DE 12%  DA POPULAÇÃO MUNDIAL

Num mundo cercado pelo interesse de uma vida saudável, há 22 anos a doutora Alba Brandão tem se dedicado à nefrologia de forma competente e inspiradora. Especialista na área que identifica doenças renais em um de cada 10 brasileiros, a médica fala sobre os cuidados e avanços dos tratamentos relacionados aos rins, órgãos essenciais para o corpo humano e ligados ao sistema urinário.

Formada em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e especialista em nefrologia pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, Alba conta que o interesse pela área surgiu por meio do próprio pai, que foi seu professor. Estudos e pesquisas madrugada adentro, aliados ao encanto pela estudo dos rins e biologia renal levaram a doutora a optar pela nefrologia ainda na faculdade.

“A decisão da escolha dessa subespecialidade se concretizou no quarto ano de graduação em medicina quando meu irmão precisou de um nefrologista e com isso me inclinei para a nefrologia de tal forma que não queria outra área”, pontua.

Conforme ela conta, os cálculos renais, popularmente conhecidos como pedras nos rins, acometem o homem desde a Antiguidade e vêm resistindo às barreiras do tempo, atingindo cerca de 10% a 12% da população mundial. Alba conta que embora muitas doenças dos rins apresentem pouco ou nenhum sintoma nas suas fases iniciais, indícios como fraqueza, cansaço, inchaço no rosto, pés ou pernas, além de dificuldades para urinar, urina com espuma e alterações na cor estão entre os sinais para que o paciente procure realizar exames.

Alba conta ainda que estudos mais recentes dão conta da associação dos cálculos renais com condições mórbidas, como a obesidade, hipertensão arterial e síndrome metabólica, onde dietas são apontadas em revistas e congressos como alternativas básicas para modificar quadros de cálculos renais.

Por conta disso, a especialista é otimista em relação aos avanços da área. “Pode-se esperar grandes avanços na área da nefrologia nestes próximos anos, avanços estes que com certeza ira interferir de maneira positiva na assistência ao paciente com problema nefrológico”, destacou.

 

Revista Em Visão
Revista Em Visão

Últimos posts por Revista Em Visão (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *